Entre 2011 e 2014 vigorou, no Rio Grande do Sul, a proposta do Ensino Médio Politécnico. Entre os elementos curriculares dessa política educacional estava o Seminário Integrado, que tinha como objetivo integrar as diferentes áreas do conhecimento e desenvolver a pesquisa no ambiente escolar. Disposta a analisar e entender de que maneira essa proposta ajudou ou não a estimular a curiosidade e a criticidade do estudantes, e se eles conseguiram, por meio de suas pesquisas, expressar suas angústias e dúvidas juvenis, a professora Cineri Moraes decidiu abordar o assunto em uma pesquisa. O trabalho, que foi a primeira tese concluída do programa de Doutorado em Educação da UCS, teve como título “Juventudes do século XXI e o cotidiano no Ensino Médio no Rio Grande do Sul: por entre as dobras do Seminário Integrado”. No vídeo, você confere como se desenvolveu essa pesquisa e quais foram as principais descobertas e conclusões alcançadas.